Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há Lobo no Cais

Vida agitada… ou nem por isso!

 1362495952131.jpg

 O despertador toca, pegas no telemóvel, desligas o alarme, pensas dois ou três insultos por te teres deitado tarde e as obrigações te estarem a acordar cedo e a seguir não te levantas. A seguir olhas para o telemóvel é “deixa lá ir ver o que se passa nas redes sociais”. Quantas pessoas fazem isto? Quantas pessoas têm como vida agitada o saltar de rede em rede para socializar?

 

Facebook, muita gente conta os amigos pelo likes que tem nas suas publicações e pela quantidade de mensagens que lhes escrevem no mural no dia de aniversário!!! Já eu acho que o facebook serve para cada vem mais para montra de produtos, serviços. Uma ferramenta interessante ao nível de negócios. Serve para isso e também para se organizar umas jantaradas. É que para além de um ou outro post com piada é um deprimente passar de fotos de gatinhos e pessoas a querer esfregar na cara, umas das outras, o quanto felizes são ou então de férias no raio que as parta.

Instagram, uma excelente aplicação, não como rede social, que eu quero lá saber o que o pessoal anda a jantar, se foi para a neve ou se está de roupa nova em frente ao espelho. Agora quando se está na cama e não se consegue dormir, bem ai podes usar a opção aleatório e ver uma coisa engraçadas até chegar o sono.

Whatsapp, nunca entendi muito bem a necessidade desta aplicação!? Mandas mensagens, existiam já outras aplicações que o faziam. Criar conversas de grupo, também. Telefonar via Internet, idem aspas aspas. Para que raio serve então o whatsapp? Tem uns imogis mais bonitos?

Entretanto já estás atrasado para o trabalho, banho a correr, roupa feia em cima do lombo e nem tomaste o pequeno-almoço, erro grave, vais reclamar depois que estás gorda. Mas pensando bem, na vida online isso não se nota.

Finalmente no trabalho, mas antes de trabalhar mesmo, deixa ir ali ao Twitter, reclamar do trânsito e ver qual o hashtag do dia para poder socializar. Abrir o mail, dar uma olhadela ao trabalho e voltar ao twitter para dizer o quanto trabalhas e te sacrificas. Já agora responder a um ou outro twitter do dia para saberem que ali andas e estás atenta ao tema do dia. Raios, já quase nem tempo vai ter para o café a meio da manhã, o trabalho é mesmo intenso. Não digo mal do twitter, por eu uso-o para saber as noticias, seguindo os órgãos de comunicação e os jornalistas certos, ainda antes de sair na rádio ou TV já tu estás a par do que se passa em Portugal e no mundo. Confesso que também utilizo ao twitter para “ver” futebol, excelente para comentar lances duvidosos, más decisões do treinador e insultar os jogadores da nossa equipa que não correm.

O dia lá corre entre trabalho, postar, trabalho e likes para de seguida se ir almoçar… sozinho mas acompanhado do tablet. Assim, estamos no centro do mundo. Depois de uma diária e um café a correr, volta tudo ao normal, trabalho, postar, trabalho e likes até terminar o dia.

De volta a casa e enquanto se come um qualquer empacotado de micro-ondas vai-se vendo TV e tomando posições de indignação no Faceboock e fazendo piadas às roupas no twitter, lá se vai continuando nessa vida agitada. Tão agitada que quando dás por ela, já estás a dever umas horas de sono à cama, mas nada que não valha a pena para ter dias tão boa vida social. Pena é que conhece muito poucos em carne e osso.

Claro que também por aqui ando, mas não passa de uma diversão, que o verdadeiro eu existe é lá fora quando vai andar de bike e se pica com o amigos na “subida senhora da Graça” (uns 200m com desnível de uns 10m). Quando se vai jantar com o povo ou tomar café e discutir a bola na esplanada. Quando se volta para casa depois de uns copos e se para em frente ao S. José para mais duas de conversa. Não, a conversa é entre nós, o santo só abençoa o resto do caminho até casa. Mas tudo isto é uma vida pacata, até chata que não aparece nas redes sociais que referi ou noutras que existem.

 

 Nota – Também se morde outras coisas no facebook, curiosos?