Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Há Lobo no Cais

Verdades e mitos sobre a cerveja…

 calorias-cerveja-1.jpg

 Uma mentira dita muitas vezes por vezes passa por verdade, é um facto. No entanto não deixa de ser uma mentira. Alguém sabe desde quando se dizem as mentiras a seguir expostas? É provável que já venham desde a origem da cerveja, mas nunca é tarde para as desmistificar, para quebrar preconceitos acerca do consumo da bela loira gelada.

 

A cerveja pode Matar?

Pode. Há uns anos, um rapaz foi atingido por um barril que caiu de um camião. Acertou-lhe na cabeça, foi morte instantânea. Não é caso único e nem sempre é morte, pode ser apenas lesões físicas. Eu próprio já sofri acidente por causa da cerveja. Depois de ter bebido umas quantas no bar do costume achei que tinha força para arrastar o bilhar. Andei quinze dias à rasca do pescoço por ter sofrido distensão muscular.

O uso continuado de cerveja pode levar ao uso de drogas mais pesadas?

 Não. A cerveja é por si só uma droga pesada. Reparem que uma Mini (reparem bem no nome) pesa 200g e uma Magnum acima de 3,5kg. É suficiente para demonstrar o peso da cerveja, não sendo necessário referir o barril de fino que é normalmente empurrado e não carregado até à máquina.

A cerveja causa dependência psicológica?

Não. Cerca de 89,7% dos psiquiatras, psicólogos e psicanalistas entrevistados são dados a outro tipo de bebidas. Acham que a cerveja é coisa pouca refinada e preferem vinho, gin, whiskey. Não lhes gabo a escolha, vão ter ressaca bem mais pesada.

Mulheres grávidas podem beber sem risco?

Sim. Está provado que nas operações STOP a polícia nunca faz o teste do balão às grávidas. No entanto têm de ser capazes de manter um ar sério e de quem andou a beber água e sumo de laranja.

A cerveja pode diminuir os reflexos das pessoas?

Não. Experiência com mais de 500 condutores: foi dada uma grade para cada um abrir e beber. As últimas foram abertas e bebidas no mesmo tempo gasto com as primeiras. Em nenhuma das garrafas o reflexo dos próprios apareceu alterado. Agora já não se pode dizer o mesmo quando se vai aquelas casas de espelhos nas feiras populares.

A cerveja envelhece?

Sim. Pior que envelhecer, a cerveja morre muito depressa. Se deixar uma garrafa ou copo de cerveja pousada por mais de 15, 20min. a mesma vai começar por  perder o gás passando de seguida a um estado de choca, sopa mesmo. Muito poucas pessoas a conseguem beber assim sem sofre náuseas e vontade de vomitar.

A cerveja condiciona negativamente o rendimento escolar?

Não, pelo contrário. Todos os anos se fala do sucesso que os universitários têm com a venda da cerveja nas barraquinhas das queimas de norte a sul de Portugal. Isso e do empenho que os mesmo têm sempre que são chamados a competir em rally das tascas.

A cerveja engorda?

Não, tu é que engordas, todas as garrafas analisadas, cheias ou vazias, mantiveram a sua elegância inalterada com o passar do tempo. O mesmo estudo provou ainda que a cerveja ajuda a manter o rim em funcionamento além de ser bom para o exercício cárdio pelo número de vezes que obriga uma pessoa a levantar-se da mesa e ir à casa de banho.

Espero que tenham ficado esclarecidos, no entanto se tiverem alguma dúvida, já sabem, apareçam ali no bar. Vou lá estar a ver a bola na companhia de uns amigos e uma loiras geladas, pelo que toda e qualquer duvida será tirada com base em teste prático.

 

 Nota – Também se morde outras coisas no facebook, curiosos?

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.