Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há Lobo no Cais

São elas que mandam…

 1317805880443.jpeg

 Quem nunca ouviu, num qualquer café ou tasco, aquela frase, “blablabal, porque lá em casa mando eu”? Esquecendo-se no entanto de terminar a frase com o esclarecedor, “e em mim manda ela!” Mais bazófia menos bazófia é a realidade, por isso é bom que abram os olhos e se adaptem à ideia, pois começou no dia em que nasceste a vai ser assim a vida toda.

E antes de começares a dizeres que és muito macho, que não é bem assim, que fazes e aconteces, lê. Penso que vais concluir que é melhor meteres a viola ao saco, calares-te e não passares vergonha. Até porque calado e sabendo isto, pode ser que escapas a uma ou outra ordem.

 

Como referi, no dia em que nasceste ganhaste uma mãe, isso é alguém que vai mandar em ti a vida toda. “Come a sopa”, “arruma o quarto”, “já para dentro ou queres vir pelas orelhas?” são apenas exemplos, pois mesmo quando ganhas barba na cara a senhora nossa mãe vai continuar a “orientar”, diz ela, “é melhor para ti”, “essa sirigaita não te merece”, “não foi assim que te eduquei, faz o que te estou a dizer”.

“aaah, mas mãe é mãe…” não digas tal frase, porque não é a única a mandar. Na idade em que pensas que já passaste de pito pra galo, são as miúdas que mandam em ti. Sim, aparecem as namoradas e acaba-se o refúgio que era a escola. Nem mais, aquelas horas em que a mãe não mandava… muito. Agora passaste a ter duas mulheres a mandar em ti. Uma em casa e uma na escola. “Não vás jogar à bola, ficas aqui comigo”, “logo vais ao shopping comigo”, “tens de deixar de falar com a Maria…” tudo porque ela é gira, tem decote, ensina-te umas coisas e tu estás a precisar de um babete para aparar essa baba. Claro que por muito que possas ir trocando de namorada enquanto cresces com a vida, não vai fazer diferença. Não importa se loira, morena, ruiva, asiática ou africana, vai ser tudo regido pelo mesmo manual. Como tal, vai mandar em ti. Até ao dia que aparece a que manda mais que todas as outras. Sim a que te vai fazer ajoelhar, anel na mão e que vais passar a identificar como “a minha mulher”, mas estamos a ver que tu é que és o “homem dela”. O uso mais normal para a expressa “minha mulher” vai ser, “até gostava de ir, mas a minha mulher quer que vá com ela as compras”, “não dá, vou almoçar com a minha mulher a casa dos sogros”, “estás doido, jantar e copos!? A minha mulher põe-me as malas à porta.” Nem mais, vai rivalizar com a tua mãe, vai  entrar em competição com a tua mãe, “eu mando mais que ela”.

Não, não penses que acaba por aqui, só os mais afortunados é que só têm filhos, no momento em que o médico disser “parabéns, vão ter uma menina”, deves ouvir “lamento, mais uma para mandar em si”. “Papá, colinho”, “papá, brincar as bonecas”, “papá, a princesa quer…”, mais tarde é o “papá, preciso de roupa nova”, “papá, preciso de dinheiro”, “papá, preciso que me vás buscar as 5h à discoteca”. Depois há ainda a parte da tortura, “papá, este é o meu namorado”, “papá, vou casar”, adivinha quem vai pagar? Nesta altura um homem deve pensar, “bom, o fim deve estar para breve”

Ainda é preciso fazer estudos para se entender porque ficam os homens carecas e morrem mais cedo? Chega-se ainda a uma segunda conclusão, que o mundo não muda porque as mulheres não querem! Pois se o mundo é governado pelos homens, as mulheres mandam neles. Acho que é puro interesse, preferem manobrar nas sombras e deixarem as culpas para todos os erros nas costas dos ceguinhos homens!?

 

 Nota – Também se morde outras coisas no facebook, curiosos?