Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há Lobo no Cais

Podia ser sexo… mas não é.

 Loira tira roupa.jpg

 Nota prévia – o post de hoje tem bola vermelha no canto.

Ontem estava eu a tomar o meu café, quando ouço da mesa de um grupo de senhoras, com mais idade que a minha mãe, a seguinte frase, “isto de ter de pagar para ser apalpada…”, como é evidente deu-me vontade de rir. Não pela descontração das ditas senhoras, pois como já noutro posto disse, idade não é velhice, mas por ter entendido que falavam de ida ao médico, mas a cabeça ter voado para outras paragens mais libidinosas. Mas vamos lá ver, quantas vezes ouviste frases que fora do contexto levam-te logo a pensar em cena de sexo?

São inúmeras, tanto que peguei num guardanapo para apontar o que a imaginação ia debitando.

 

“Podes tirar a roupa…”, como é evidente não estás a falar com uma stripper, é o médico que se prepara para examinar.

“Agora deita e relaxa…”, não estás a falar com miúda de primeira viagem, estás é numa consulta de psiquiatra.

“Vira-te de costas agora…”, não, não se vai brincar aos rodeos, é o massagista da equipa de futebol.

Depois de embarcar na brincadeira é fácil, são umas frases atrás das outras que o pessoal para a asneira tem veia poética.

“Vamos fazer uma coisa diferente?” Quais posições do kamasutra qual carapuça, é o cabeleireiro com tiques do Castelo Branco.

“Está a doer? É da cabeça?” Não se trata de um africano avantajado não senhor, trata-se sim do farmacêutico, baixote, gordinho e careca a atender na farmácia.

“Abre um pouco mais…” mais uma vez o africano não é para aqui chamado, pois pode muito bem ser uma dentista a dizer isto.

“Quando estiver tudo dentro vai gostar…” não está aqui ninguém a tentar enganar a moça, apenas se trata do decorador a justificar-se perante a cliente que não está a gostar dos móveis.

“Vem… vem…, mais… mais…” nada disso, muito diferente. É o arrumador de jornal na mão a orientar a manobra do carro.

“Pode segurar, mas não pode apertar…” não te rias, não é nenhum homem numa situação de aperto… é apenas a vendedora da fruta a avisar a clientela.

“Mais dinheiro? Não foi o combinado” não é uma qualquer transação de “carnes”, é mesmo o marido de uma qualquer senhora que gasta mais do que ele consegue ganha. Como dizia a peixeira na TV, “os homens ganham 10 as mulheres fodem 20 de quem é a culpa carvalho??!”

 

 Nota – Também se morde outras coisas no facebook, curiosos?