Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há Lobo no Cais

O salvador da pátria...

bat.png

 

Quem é q nunca ficou sem bateria no smartphone na pior altura possível? E seja a nível profissional, afetivo ou outro, ficar sem bateria é um pesadelo nos dias de hoje, em alguns casos de desespero. Já vi homens a gritar com voz de menina… já vi mulheres a parecerem lenhadores.

Ficar sem bateria já não é uma questão de “esqueci-me de por a carregar”, porque podemos muito bem ter bateria a 100% ao sair de casa e ela não aguentar o dia todo. Isso não significa que a bateria é fraca ou o telemóvel está com problemas, lembrem-se que os atuais smartphones são mais computadores que telemóveis, correm várias aplicações em simultâneo, ligam-se à rede via wi-fi e tudo isso faz com que o consumo de energia dispare, são uns gulosos.

O melhor, para salvaguardar uma inesperada “morte” da bateria ou para ajudar nos dias em que está longe de uma tomada elétrica sem que isso estivesse previsto, é ter uma bateria portátil consigo.

“E qual é a mais adequada?”, Atenção, a escolha deve ser pensada, alem de uma escolha pessoal, devemos ter em atenção vários pontos.

 

Existem várias no mercado, umas mais portáteis do que outras, umas com maior capacidade de carga do que outras, umas mais baratas do que outras. As mais portáteis cabem em bolsos de casacos, enquanto as que têm uma maior capacidade podem ficar na mala do trabalho ou até mesmo num compartimento do automóvel.
Claro que ser homem ou mulher é algo que aqui também influência, pois o tamanho vai ser algo que atrapalha mais um homem, dentro de uma carteira de senhora, a bateria portátil não vai fazer grande diferença em termos de peso e para elas até há em cores e padrões bonitos.

Agora o que vai ser imprescindível saberem para a vossa tomada de decisão vai ser mesmo:


A capacidade de carga

A especificação de miliampère-hora (mAh) de baterias indica a quantidade máxima de energia que suas cargas poderão receber.  Desta forma, quanto maiores forem estes valores, maior será a capacidade de suas cargas. Assim, a primeira coisa a se levar em conta antes de comprar uma bateria portátil é observar se os valores superam a capacidade indicada na bateria do telefone. Normalmente sim, a não ser que queiras carregar um carro elétrico.

Claro que vais encontrar baterias portáteis com capacidade para uma carga e outras que são capazes de duas ou três. Isso importa, vais usar para apenas um equipamentos ou vários e se tens hipótese de carregar diariamente ou se são uns dias fora.

 

A potência da bateria

É importante escolher uma bateria portátil que possua uma potência de saída de energia, indicada pelos valores especificados em Watts (W), igual ou maior do que a potência de carregamento do smartphone.

Sim, está parte para quem não é da área começa a parecer Chinês, mas, muita atenção, se a corrente elétrica que sai da bateria portátil for menor do que aquela necessária para carregar o gadget, o dispositivo não será carregado. Porém, quanto maior for o valor desta corrente, mais rápida poderá ser feito a recarga da bateria do aparelho.

Tanto a potência de saída quanto a de entrada de energia, também conhecidas como output ou input, respectivamente, poderão ser calculadas com a multiplicação dos valores em Volts (V) e ampères (A), indicados na bateria, no carregador ou nos manuais dos gadgets.

 

Preço e peso

Além destas análises de desempenho da bateria externa, é importante avaliar também os seus objetivos na utilização da bateria externa. É bom lembrar que, dependendo da tecnologia deste acessório, a sua capacidade de carga em mAh poderá ter uma relação direta com o seu peso.

É também preciso analisar se utilizará a bateria externa para recarregar somente o smartphone ou também outros gadgets, sendo por isso necessário avaliar a potência da corrente elétrica de output e a quantidade de portas de saída que a bateria externa possui.