Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há Lobo no Cais

Mulheres que não gostam de educação…

 … ou será de homens? Um dia destes vi uma cena que me fez pensar no assunto. Uma coisa é defenderem os direitos das mulheres, outra é serem fanáticas. Não querem igualdade, mas que vêm os homens como inimigos.
Confesso, sou dos que olha para as mulheres como alguém igual a todos os níveis e assumo, consequentemente não sou muito cavalheiro. Mas sejamos realistas, não dá para ser tudo ou preto ou branco, ou oito ou oitenta, homens e mulheres vão ser sempre diferentes e existem coisas que nada têm a ver com igualdade, mas sim com educação. No entanto as feministas conseguem ter uma visão deturpada sobre o cavalheirismo, sobre educação.

Vamos lá ver, só porque se chegou à frente para pagar a conta do jantar, ele não está a insinuar que ela não tem capacidade de ganhar o seu próprio dinheiro ou que não deixaria essa mulher fazer a gestão financeira da família. Antes pelo contrário, da minha parte só acontece com quem tenho algo mais sério e a igualdade é mesmo isso, isto pago eu depois algo pagas tu. Não importa quem paga se existe um Nós. Já agora, não há problema em ganharem mais que eu, a família um dia vai precisar de um Porsche.
Não é o fim do mundo se o homem abre a porta, carrega os sacos ou abre frascos. Não estamos a reforçar a ideia de que a mulher é fraca ou que é o sexo frágil. Abre a porta e oferece a mão porque sabe que o carro é de difícil entrada, ou saída, para quem está de saltos e já viu umas quantas fotos de meninas famosas a sair de carros. Quanto ao carregar sacos, vocês compram coisas a mais, é um facto e não têm mãos que chegue. Falando em mãos, há frascos que só lá vão na força bruta, querem ser chamadas de brutas?
Lá porque os homens se chegam à frente para arranjar o problema do autoclismo, do estore ou lavar o carro da mulher, não está a querer passar a mensagem de que são tarefas masculinas e que as mulheres não têm habilidade para o fazer. Claro que têm capacidade, mas já repararem que todas estas tarefas dão cabo das unhas? Até parece que não sabem quanto custa ir à manicure. Realidade, as mulheres não gostam de as realizar e os homens gostam de se sujar. Situação que não mexendo, os dois lados ficam satisfeitos.
Sempre fui e continuo a ser um defensor de direitos (e também deveres) iguais para as mulheres mas esta visão estúpida sobre simples atos de cavalheirismo é simplesmente ridícula. Agora mulheres (ou aquela coisa que são as feministas) deixem essa mania de perseguição e aproveitem o que é oferecido, não porque é obrigação, mas porque se quer ser gentil, quer auxiliar até mesmo proteger alguém de quem se gosta. Ou será que têm essa atitude porque não conseguem ter alguém ao lado e é inveja das outras mulheres?

 

Nota – Também se morde outras coisas no facebook, curiosos?