Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há Lobo no Cais

"Dia do Burro"...

chargetvestupida1cc723byw6.jpg

Ainda há dias foi o “dia internacional do burro”, data que me passou por não  ter motivos para a festejar. No entanto existem muitos que o fazem, ou deviam fazer. Por exemplo, o pessoal daquela estação de televisão, pela burricada de orelhas grandes, que fizerem ao miúdo. Realmente é dia que é necessário, para lembrar que eles, mesmo disfarçados, existem.

Uma coisa ficou-me claro, a tal empresa privada, está apenas preocupada com os lucros (e isso é legitimo), mas quem quer fazer dinheiro em cima da desgraça alheia, ocorre-me chamar-lhes um nome.

Claro quer pode haver uma outra explicação, muito mais “lógica” e realista. Trata-se de uma empresa, com preocupações sociais, que está aberta à integração dos mais desfavorecidos, daqueles com menos capacidades. Do júri ao produtor, passando pela direção (que não acabou com o programa), são inúmeros os intelectualmente diminuídos que a empresa emprega(ou alberga).

Mas não são os únicos a festejar tal dia, considero que se não houvesse público com este nível intelectual, interessado mais no supérfluo, ridículo, de baixo nível, estes programas não eram produzidos. Pelo menos não desta forma (ou então sou eu que não atinjo a necessidade disto e devo festejar). Para mim, é tão burro quem vai como quem assiste. No entanto neste caso tratou-se de um miúdo, mais do que isso, de alguém que, segundo professor do dito, na escola necessita de necessidades educativas especiais (se não sabes o que é, vai ao Google, se souberes usar).

Levanto ainda umas questões, porque é que não apareceram os “Je suis…”, e os jornalistas a defender os desfavorecidos, e os patrocinadores a retirarem-se do tal programa?

O mais engraçado, ou nem por isso, é que já há dias, tinha “batido”, ali numa rede social, na necessidade dos “cromos” e no achincalhar dos mesmos. Foram resmas os que me atacaram… está-se a ver o resultado!

Deixo um aviso, cuidado com este tipo de animais, não vá isto ser fruto de um vírus transmissível que os mesmos são portadores.